Sensibilidade ao Glúten não Celíaca conhecida também como Intolerância ao Glúten

A sensibilidade não celíaca ao glúten é perigosa quanto a doença celíaca ou muitas vezes até mais por agir silenciosamente e lentamente. 

O que é:
Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca ou Intolerância ao Glúten

É uma condição com sintomas semelhantes aos da Doença Celíaca e que melhoram quando o glúten é eliminado da dieta.

Indivíduos sensíveis ao glúten têm resultados negativos nos exames de sangue de anticorpos da Doença Celíaca e não apresentam atrofia das vilosidades na biópsia intestinal.

Estima-se que a Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca pode afetar 6% da população mundial.

Quais são os sintomas?

Entre eles encontramos:  “confusão mental”, depressão, deficit de atenção e /ou hiperatividade (TDAH), dor abdominal, distensão abdominal, diarreia, constipação, dores de cabeça, dores ósseas ou articulares e fadiga crônica, sindrome do pensamento acelerado, insônia etc. 

Diagnóstico da Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca:

Uma vez que atualmente não há nenhum teste para detecção dessa patologia, a única maneira de diagnosticá-la é através dos exames da Doença Celíaca e Alergia ao Trigo.

Resultado negativo:

Um diagnóstico é provável quando esses indivíduos têm resultados negativos nos exames mencionados acima e os seus sintomas diminuem após iniciar uma dieta livre de glúten.

O diagnóstico é confirmado por um retorno dos sintomas quando o glúten é reintroduzido na dieta.

Existe cura?:

Não há cura para a Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca e o único tratamento é seguir uma dieta isenta de glúten.

Importante:

Não faça autodiagnóstico. Se você acha que pode ter algum problema relacionado ao glúten, converse com seu médico antes de começar uma dieta sem glúten.

Esta é a única forma de garantir exames com resultados confiáveis e proteger sua saúde a longo prazo.

Referências:  Acelbra-RS (folder informativo)